Debate sobre o Aeroporto na Base Aérea nº6 – Importa apurar o impacto sobre a qualidade de vida das populações

Foi com uma sala repleta e num momento em que muito se discute o projecto do Aeroporto na Base Aérea nº 6 que, no passado dia 26 de Outubro, a Junta de Freguesia de Samouco promoveu um debate, moderado pelo jornalista Carlos Andrade e que contou com a presença Cipriano Pisco, em representação do Bloco de Esquerda, Joaquim Correia, do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”, Eduardo Vieira, do Comité Central do Partido Comunista Português e  Carlos Matias Ramos, antigo Presidente do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e Bastonário da Ordem dos Engenheiros, em representação da Plataforma Cívica – Aeroporto na Base Aérea nº 6 – Não.

Sendo a nossa freguesia a que está geograficamente mais perto da Base Aérea nº 6, não podia a Junta de Freguesia deixar de debater esta temática e os seus impactos na nossa vila, procurando aprofundar questões sobre se esta será uma boa ou má solução, se existem riscos e quais os impactos ambientais sobre o estuário do Tejo e as populações limítrofes, na qual se inclui, claro está, o Samouco. Importava também apurar se este é um projecto, de facto, estruturante ou se o país está a perder uma oportunidade, se corresponde às necessidades actuais e futuras e qual o impacto sobre a qualidade de vida das populações.

Tendo sido objectivo da Junta de Freguesia contar com a presença de várias entidades e partidos políticos, de forma a contar com um debate mais profícuo e esclarecedor, procurou-se reunir os argumentos daqueles que defendem este como um projecto que melhor se adequa ao país e daqueles que consideram que a construção do aeroporto na Base Aérea nº 6 não defende os interesses da região e do país. Não podermos deixar de lamentar as ausências dos representantes do CDS, PS, PSD e da ANA Aeroportos, que declinaram o convite, acto que consideramos inqualificável.

Agradecendo a presença de todos quanto quiseram participar neste debate e que demonstraram a sua satisfação pela riqueza do conhecimento adquirido, ficou patente a preocupação do Presidente da Junta de Freguesia no que concerne à garantia da qualidade de vida e do bem-estar da população do Samouco.

0 Comentários

Ainda não existem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *