Igreja de São Brás é iluminada de azul no âmbito da prevenção contra os maus-tratos na infância

No âmbito do mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, a Junta de Freguesia do Samouco, em parceria com a Paróquia de São Brás, associou-se a esta a iniciativa, iluminando a Igreja de São Brás de cor azul.

A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A., quando uma avó, Bonnie W.Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”. A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade, que se revelaram “curiosos”, foi trágica e sobre os maus-tratos à sua neta, os quais já tinham morto o seu neto de forma brutal por espancamento, pela mãe e namorado da mesma. E porquê azul? Porque, apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul, que simboliza a cor das lesões, servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), caracterizam-se como “abusos ou maus-tratos às crianças, todas as formas de lesão física ou psicológica, abuso sexual, negligência ou tratamento negligente, exploração comercial ou outro tipo de exploração, resultando em danos atuais ou potenciais para a saúde da criança, sua sobrevivência, desenvolvimento ou dignidade num contexto de uma relação de responsabilidade, confiança ou poder”. Os maus-tratos constituem-se como grandes problemas para o desenvolvimento das crianças, repercutindo-se ao longo da sua vida.

Com este pequeno gesto, carregado de simbologia, pretendemos consciencializar a comunidade para uma problemática que teima em subsistir e para o seu imprescindível papel na prevenção do abuso e maus-tratos às crianças. Pensamos que o exercício de uma parentalidade positiva, sem recurso à violência verbal ou física é uma prática que nos deve guiar todos os dias.

0 Comentários

Ainda não existem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *